segunda-feira, 21 de abril de 2014

Resenha: Ordered To Kill Metal Fest VII (Belo Horizonte/MG - 11/04/2014)

Infelizmente nesse evento, a pesar de toda a correria para chegar a tempo de ver todas as bandas, só consegui chegar por volta das 00:00 e nesse momento a banda Thashera, peço desculpas a banda, mas, realmente não havia a possibilidade de chegar ao evento a tempo.

A casa estava cheia e haviam muitos também do lado de fora. É muito bom ver que o público de BH está comparecendo aos eventos.

Quando entrei já havia decorrido mais da metade do show da tradicional banda de Thrash Metal de BH, o Metraliator. O pouco que pude perceber a banda foi a mesma de sempre, mas, com uma gradual e visível evolução que vem acontecendo a cada apresentação, onde todos os membros se mostram mais seguros se entrosados, o que é um processo normal para pessoas que estão fazendo a musica não só por tocar, mas com o principal que é o sentimento headbanger e esse sentimento é muito bem transmitido para todo o publico presente.

domingo, 20 de abril de 2014

10/05/2014 - ...From The Shadows Festival III (São Leopoldo/RS)

ª Edição do From the Shadows Festival
Dessa vez o evento acontecerá na Embaixada do Rock e será Matador...
Confira o cast das Bandas que subirão no palco no próximo dia 10/05 (Sábado) em São Leopoldo.
Miasthenia (Brasília/DF)- São os maiores representantes do Pagan Black Metal no Brasil e também no Exterior. A banda, que completa 20 anos de estrada, estará lançando seu novo álbum "Legados do Inframundo" e brindará os apreciadores do Metal extremo de qualidade com um show matador.
Dying Breed - (São Leopoldo/RS)- Apesar de ser uma banda nova a Dying Breed conta com músicos experientes e conhecidos da cena Metal gaúcha. No início de 2013 a banda lançou a sua primeira demo, "Killing the image of your god" e mais tarde um novo single, "An Eye For An Eye" para o qual também foi gravado o primeiro clipe (confira abaixo). Em seu pouco tempo de existência o grupo conquistou o respeito tanto da imprensa quanto do público pelo profissionalismo de seu trabalho em estúdio e encima dos palcos!
Symphony Draconis (Porto Alegre/RS)- A Symphony Draconis vem conquistando cada vez mais seu espaço e reconhecimento no Black Metal Nacional. A banda acabou de lançar seu primeiro álbum "Supreme Art of Renunciation" o qual teve uma excelente recepção do público e tem sido muito elogiado na imprensa especializada. Nesse show a banda tocará músicas do novo album e promete uma apresentação visceral e profissional que costuma ser sua marca!
Swords At Hymns (Caxias do Sul/RS) - A Swords at Hymns surgiu em 2012, e com seu lançamento "My Freedom... forgotten in a gray dimness" tornou-se, sem dúvida, uma das maiores revelações de 2013, conquistando uma legião de apreciadores e acumulando inúmeros elogios a seu trabalho. A banda defini seu som como um Epic Black Metal com influências de Doom Metal. Esse será o show de estréia da S.A.H o qual ja está gerando muita expectativa dos fãs e curiosidade sobre o que estará por vir. Certamente será um puta show!

Manegarm: Confirmada apresentação da banda no Thorhammer Fest 2015

Durante a apresentação do Thorhammerfest este ano a produtora responsável pelo evento divulgou, conforme prometido anteriormente, os detalhes do festival em 2015.
A banda sueca de viking metal MANEGARM foi divulgada como o headliner do próximo ano. O festival também contará com outro artista estrangeiro: os canadenses do SCYTHIA, que dividirão o palco com o ARANDU ARAKUAA, do Distrito Federal, HAGBARD, um dos novos sucessos do folk metal brasileiro e o RED SUNLIGHT.
O festival voltará a ocorrer em 21 de abril, feriado de Tiradentes que cairá numa terça-feira no próximo ano, e o local continuará sendo o Clube Piratininga, que hospedou as duas últimas edições do festival.
Mais informações serão reveladas em breve.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

30/04/2014 - EVIL SYNDICATE, BRUTAL EXUBERÂNCIA, PLATOON e WASSERFALL (Manaus/AM)

Bandas: EVIL SYNDICATE, BRUTAL EXUBERÂNCIA, PLATOON, WASSERFALL
Datas: 30-04-2014 as 22:00
Local: Nativos Bar - Av. Leonardo Malcher, próximo ao CEPAJ
Ingressos: R$ 10,00
Evento cadastrado por: Rafael Assis (cranivaria@gmail.com)

terça-feira, 15 de abril de 2014

Azaghal: Datas confirmadas na América do Sul


Confirmada apresentação da banda finlandesa Azaghal pela América do Sul. Confira abaixo datas ja confirmadas e a confirmar.

Agora vai...

Azaghal (Official)... South America Tour!!!

1° datas confirmadas!!! (Em breve cartaz atualizado)

30.07 - Rio de Janeiro, Brazil @Teatro Odisseia
31.07 - TBA, Brazil
01.08 - Porto Alegre, Brazil @TBA
02.08 - São Paulo, Brazil @Fofinho Rock Bar
03.08 - Ribeirão Preto, Brazil @Paulistania Rock Bar

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Thyrfing: show único no Brasil nesta sexta em São Paulo

Pela primeira vez e em única apresentação em terras latino americanas, o maior ícone do Viking Metal mundial vem ao Brasil para ser headliner do oitavo THORHAMMERFEST.

Nesta sexta-feira dia 18 de abril em pleno feriado da Semana Santa, o THYRFING vem apresentar seu último trabalho no maior festival de metal pagão do Brasil.

Os ingressos promocionais continuam sendo vendidos até um dia antes do evento nas lojas Mutilation e Paranoid (Galeria do Rock) ou pelo site da Ticket Brasil. No local não haverá entradas com descontos, restando apenas as inteiras.

terça-feira, 8 de abril de 2014

Resenha: Putridus Vox Ritual - Primeira Evocação (Campina Grande/PB - 15/03/2014)

O dia 15/03/2014 foi um dia mais que importante para mim, primeiramente por poder estar em um evento na região nordeste, o PUTRIDUS VOX RITUAL – PRIMEIRA EVOCAÇÃO , região essa a algum tempo admirada por mim por uma cena forte e intensa na qual tinha muita vontade de conhecer de perto. Nesse evento ainda pude tocar com uma das bandas mas respeitadas por mim e por boa parte da cena de Minas Gerais e nacional, o Defacer, que tenho grande orgulho de fazer parte a partir desse momento.
Para mim o evento começou na madrugada do dia 14 para o dia 15, e só terminou no dia 17/03/2014, onde fomos muito bem recebidos por um dos organizadores do evento Diego e sua esposa Monaliza, que nos trataram muito bem do primeiro ao ultimo instante que estivemos em Campina Grande, podemos conversar e conferir o quanto tais pessoas são responsáveis e integras em seu ideais e o quanto batalham para manter acesa as chamas do verdadeiro underground, se tivéssemos em cada cidade de nosso país ao menos um casal como esse tenho certeza que nossa cena seria ainda mais forte.
Vamos agora falar do evento, chegamos na casa por volta das 20:00 e já haviam alguns headbangers na porta, o que fez a expectativa aumentar ainda mais, pois, tudo indicava que seria uma grande noite, a casa de show tinha uma boa capacidade e era em um prédio histórico e bem underground.
O evento atrasou muito para começar devido a bateria que não estava no local, não compreendi muito bem o que estava acontecendo, mas as apresentações iniciaram-se somente por volta das 23:00 e com a casa nesse momento extremamente cheia.

sábado, 5 de abril de 2014

07/06/2014 - Odin's Krieger Fest IV (São Paulo/SP)

Vem ai a quarta edição do Odin's Krieger Fest
Festival de música Viking / Folk - Edição Especial !!!!
5 bandas , exposições e vendas de produtos medievais,drinking horn, braceletes, hidromel, lutas nórdicas e muito mais !
Diversos sorteios de brindes e VIPS na comunidade Oficial, curta !
Data: 07 de Junho de 2014 a partir das 21h
Local: Espaço São Paulo - Av. Salim Farah Maluf, 1400 - Tatuapé, São Paulo - Próximo ao metro Tatuapé.
Bandas
Hugin Munin - Santos - Show exclusivo lançamento do novo cd Mountainbreaker
Taberna Folk - Cosmópolis
Kings Of Steel - Manowar - São Paulo
Barbaria - Mogi Mirim
The Leprechaun - São Paulo
Lutas nórdicas ao vivo com o Grupo Hednir Clan - Viking Reenactment Project
Ingressos
1° Lote - R$ 20 até 06/04
2°Lote - R$ 30
Na porta - R$ 40
Comunidade Oficial - http://www.facebook.com/odinsfest

27/04/2014 - I Catitão Rock Fest Manaus (Manaus/AM)

I CATITÃO ROCK FEST MANAUS
VILE APOSTLE
CAOS DEVASTA
WASSERFALL
KAOS HORROR
DECAPTATION
MORTIFIED SOULS

Data: 27 de abril de 2014
Local: Bar do Gogó - Em frente à União Cascavel
Horário: 13:00 horas
Ingresso: R$ 5,00 

quinta-feira, 3 de abril de 2014

18/04/2014 - Thorhammer Fest (Sao Paulo/SP)


Esta chegando a hora!!

Em duas semnanas a banda sueca THYRFING desembarca para show unico no Thorhammer Fest em Sao Paulo. Confiram abaixo detalhes do evento:

A banda de viking metal Thyrfing  tem passagem confirmada no Brasil em 2014.

Os suecos serão a atração principal da oitava edição do THORHAMMERFEST que ocorrerá no dia 18 de abril (sexta-feira) em São Paulo no Clube Piratininga. Informações sobre ingressos ainda não estão disponíveis.
As atrações são:

-Arthanus (Death/Viking Metal de São Caetano do Sul/SP); www.arthanus.com
-Vingard (Folk/Viking Metal de Jundiaí/SP); (website under construction)
-Pagan Throne (Pagan/Black Metal do Rio de Janeiro/RJ); http://paganthrone.blogspot.com.br/
-Iron Woods (Pagan Metal de Taubaté/SP); www.myspace.com/ironwoodsorder
-THYRFING* (Viking Metal de Estocolmo/SUE) www.thyrfing.com
*Única apresentação na América Latina! (Direto da Suécia divulgando o novo CD)

 
O palco terá novas encenações de batalhas nórdicas com grupo Ordo Draconis Belli.
Diferentes tipos e marcas de hidromel, chopp artesanal e lanches típicos.
Vários estandes de artefatos e merchandising.

Dia 18 de Abril (feriado nacional)
Abertura da casa: 15h
Início (1ª banda): a partir das 15h
Término:22h

Clube Piratininga em Higienópolis (2 minutos do Metrô Marechal Deodoro)
http://www.thorhammerfest.com.br

Ingressos de pista 1º lote promocional/antecipado ou meia entrada (limitados): R$50,00 ESGOTADO
2º lote R$75,00
Camarotes 1º lote promocional/antecipado ou meia entrada (limitados): R$80,00 (apenas pelo site da Ticket Brasil)

https://ticketbrasil.com.br/festival/thorhammerfest/
No dia (porta): R$100,00

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Belzec: Tour brasileira cancelada

A tour da banda peruana Belzec que estava agendada para iniciar nos próximos dias acaba de ser cancelada devido a problemas com um dos integrantes da banda.

O evento de Belo Horizonte acontecera normalmente independente da apresentação do Belzec. Confira abaixo o comunicado oficial feito através do Facebook da produção do evento em Belo Horizonte e do Tour Maneger Angelo Rafael que era o responsável pela tour em nosso pais.

Comunicado Stormbringer production:

Comunicado da Stormbringer production.... a horda Belzec não irá mais se apresentar na Tour pelo Brasil...devido a falta de responsabilidade de um dos seus integrantes ... peço os produtores que intermediei a tour sinceras desculpas (gustavo zephir de lafaiete e yuri d avila de Juiz de fora) não entrarei em detalhes aqui só digo que foi uma puta falta de hombridade desse integrante cujo no é Giovane pessina....quero deixar claro aqui que não estou condenado toda a horda e sim somente ele que foi a razão de toda a lama q aconteceu com os caras.... ao restante da horda nosso sincero respeito...O HellBanger Ritual segue sua saga independente do Belzec...esperamos que os hellbangers compreendam nossa proposta e aceitem nossas sinceras desculpas ...atenciosamente Stormbringer production em parceria com a satan hammer records.

Fonte: Facebook

Comunicado Maneger (Angelo Rafael) em portunhol

COMUNICADO: EU FOI TOURNEE MANAGER DA HORDA BELZEC ATA HOJE...EU TRABALHE SEMANAS PROCURANDO ACHAR POSIVELS DATAS PELAS TERRAS BRASILERAS.. CONSEGUI ALGUMAS, 12 DATAS FECHADAS, COM ORGANIZADORES SERIOS E RESPONSAVELS...MUITOS DE ELES CONHECEN A MIN EM PESSOA E SABEM QUE SOU UMA PESSOA TRABALHADORA E QUE APOSTO MUITO PELA UNDERGROUND...TENHO QUE PEDIR A VOCES UMA GRAN DESCULPA...PORQUE A TOURNEE NAO VAI ACONTECER... A BANDA TAMBEM PIDE DESCULPAS, POR CULPA DE UM INTEGRANTE COM PROBLEMAS DE ADICCION DE DROGAS E FALTA DE RESPONSAVILIDADE TA DEIXANDO MAL ELE NOME DA BANDA, MEU E DE MEU PAIS E DE OUTRAS BANDAS QUE POSIVELMENTE TINHA QUE TOCAR LA..ELE GUITARRISTA TEM NOME E GIOVANNI PESSINA QUE COMO PROFESIONAL GUITARRISTA E MEMBRO FUNDADOR DA HORDA,TA FAZENDO DANHO, MUITO MAL A SUA BANDA...NOS DEIXO MESMO DIA DE VIAGEM , MANDANDO UN MAIL QUE NAO IBA A VIAJAR.. ADUCENDO PROBLEMAS DE SAUDE, DE PRONTO PODE SER PROBLEMAS DE SAUDE MAIS TUDO ESSO PRODUTO DE AS DROGAS QUE ELE DIAS SEGUEDOS QUE SUMIU, TUVO INYECTANDOSE E SUFRIO SOB DOSIS....TUDO MUNDO ME FALOU DE ESE PROBLEMA DE ELE E PERGUNTEI ANTES DE INCIAR MEU TRABALHO DE TOURNEE MANAGER, ELE CONFIRMO E DEU SEU PALAVRA QUE A TOURNEE IBA A SER TOMADA COM SERIEDADE, TIVE MAIS DE 15 ENSAIOS QUE INVERTI MEU GRANA, PAGUE PRA QUE A BNADA VAI A BRASIL A TOCAR EM OTIMAS CONDICIOES, E TIVIMOS QUE SOFRER MUITAS VECES DE SEUS PROBLEMAS DE DROGAS, PORQUE ASISTIA MAL A OS ENSAIOS E TINHAMOS QUE AGUARDAR 1 HORAS PARA QUE EFETO DE DROGA SE VAI DE SEU CABECA E CORPO...ELE NAO VAI A PODER MENTIR DE ISSO...ELE DESTRUIO MEU REPUTACAO E DE SUA BANDA NO BRASIL, ELE NAO E PROFESSIONAL, ELE COMO AMIGO TUDO BEM, MAIS COMO MUSICO, NAO E PROFESSIONAL, ELE E UM DOIDO, UM DOENTE QUE TEM QUE SER AJUDADO, MAIS ELE NAO QUER AJUDA...AGORA DEIXARE A TUDOS LEER QUE ESCRIVIOU A MIN SEGUNDA FEIRA PRONTO A SAIR DE VIAGEM... A MEUS AMIGOS DE BRASIL TOU VIAJANDO A DAR A CARA EU MESMO E PEDIR DESCULPAS EM PESSOA...ESPERO PODAM ENTENDER MEU POSICIAO..OUTRA COSA: CUALQUER BANDA QUE PRECISSE UM TOURNEE E QUER FAZER COM MEU OU PIDE AJUDA.. DESDE AGORA VOU A PERGUNTAR DE DROGAS DE SEUS MEMBROS OU OUTRO PROBLEMA QUE TENHAN, NAO BASTA TOCAR BEM,, TEM QUE SER PESSOAS PROFESIONALES .....SINCERAS DESCULPAS...

Fonte: Facebook 

Tankard: Confira capa e tracklist do novo álbum

A banda de Thash Metal alemã Tankard acaba de revelar a capa e tracklist de seu próximo álbum de estúdio intitulado R.I.B (Rest In Beer).

R.I.B. tracklisting:

'War Cry'
'Fooled By Your Guts'
'R.I.B. (Rest In Beer)'
'Riders Of The Doom'
'Hope Can’t Die'
'No One Hit Wonder'
'Breakfast for Champions'
'Enemy Of Order'
'Clockwise To Deadline'
'The Party Ain’t Over ‘Til We Say So'

Fonte: Metal Storm

BURN THE MANKIND anuncia novo baterista e entrada de ex-NEPHASTH


Após um período de incertezas em relação ao futuro, a banda de
Death Metal gaúcho BURN THE MANKIND comunica a passagem do
guitarrista Raissan Chedid ao posto de baterista, substituindo
Matheus Montenegro (ex-THE ORDHER).

Raissan esteve ensaiando com o grupo e se adaptando ao novo
instrumento de forma esplêndida nos últimos seis meses. Agora o
músico está totalmente apto a realizar apresentações ao vivo com o
BURN THE MANKIND.

A banda também informa a entrada do guitarrista Rafael Barros, que
assim como Marcos Moura (guitarrista) fez parte do NEPHASTH,
importante banda gaúcha de Death Metal no início dos anos 2000.

Com essas duas novas forças, o BURN THE MANKIND concentra suas
energias na finalização do seu álbum de estreia e em ensaios para
shows a serem realizados nos próximos meses. Portanto, mais
novidades serão apresentadas em breve.”

Fonte: Facebook

terça-feira, 1 de abril de 2014

17/05/2014 - O Despertar dos Guerreiros Noturnos VII (Belo Horizonte/MG)

O Despertar dos Guerreiros Noturnos VII

Bandas: Negro Bode Terrorista, Hardegon, Morte Negra, Malediction, Wolfs Legacy e Sigfadhir

Data: 17/05/2014 as 13h

Local: Mercado das Borboletas – Av. Olegário Maciel Nº 742, 3º Piso – Centro – Belo Horizonte/MG

Ingressos: 1° lote R$ 20,00 – 2º lote R$ 25,00 – na hora R$ 30,00

Ponto de Venda: Hard Core Tatoo – Av. Do Contorno, 6000, Sl. 201 – Tel. 31 – 32824411

Haverá exposição de obras de diversos artistas, sorteio de CDs, Piercings, camisas, Tatoos entre outros.

segunda-feira, 31 de março de 2014

26/04/2014 - 33º Metal União Underground (Indaiatuba/SP)

 

 

33° Metal União Underground - comemorando 11 anos!
Dia:26/04/2014 - 20 Horas
Com as Bandas:

- Salário Minimo - Lenda do Metal Nacional pela 2ª vez em Indaiatuba
- Gulag - Death Metal (Campinas)
- Hellish Undead - Thrash/Speed Metal (Atibaia)
- Catástrofe - Heavy/Speed Metal (Atibaia)

Ingressos: R$ 20,00
Local: Salão do Sereno - Av.Conceição,Indaiatuba/SP
(ao lado do supermercado pague-menos)

https://www.facebook.com/metaluniao

24/05/2014 - VI The Ripper Fest (Natal/RN)




VI THE RIPPER FEST
DIA 24 DE MAIO DE 2014

COM AS HORDAS
MYSTIFIER - BA
NIGHTUHNTER - RN
BLASFEMADOR - CE
CARCARA - CE
DESGRAÇA ETERNA - RN
BLASFEMADOR - CE

DOSOL ROCK BAR - RUA CHILE - RIBEIRA - NATAL - RN

14/06/2014 - Metal Command (Belo Horizonte/MG)

Bandas: Chaoslace, Martirio, Pathologic Noise, Temple of Chaos e Abasbaron

Data: 14/06/2014 as 19h

Local: Espaço Rock Bar - R. Hoffman 723 - Santa Cruz (Barreiro de Cima) - Belo Horizonte/MG

Ingressos: R$ 15,00 no local

02/05/2014 - Mortuary Drape, Akerbeltz, Scutum Crux e Martírio (Belo Horizonte/MG)


Bandas - Mortuary Drape (Itália), Akerbeltz (MG), Scutum Crux (Inglaterra) e Martírio (MG)


Data - 02/05/2014 as 21:30

Local - Matriz - Belo Horizonte/MG

Ingressos - R$ 40,00 antecipado e R$ 50,00 na porta

Compre antecipado e pague menos; pontos de vendas:
- Lj. Purple Records | Galeria do Rock, Praça Sete - Centro de BH (31)3201.1187
- Armani Tattoo | R. Antônio de Albuquerque, 468 - Praça da Savassi (31)3261.7765
- To Mega Therion | R. das Indútrias, 147 - Novo Eldorado, Contagem (31)3391.0435
- Banca do Fabiano | Box 04, Shopping Popular de Betim (31)3532.4125

sábado, 29 de março de 2014

24/04/2014 - Krisiun (Nova Odessa/SP)

DEATH METAL DO KRISIUN SE APRESENTA EM NOVA ODESSA
Apresentação dos gigantes do metal extremo é destaque no interior paulista

Devastador é um dos primeiros adjetivos que podemos dar à sonoridade do Krisiun, banda de death metal brasileira aclamada mundialmente, precursora do movimento conhecido como brutal death metal.

Uma verdadeira metralhadora no som da bateria com montanhas de riffs agressivos e célebres, aliados à solos desconcertantes e, claro, a um vocal destruidor. Essa é síntese de técnica, coesão e evoluída brutalidade que fez com que merecidamente a banda chegasse ao topo.

De entrosamento incomparável, composta pelos irmãos Max Kolesne (bateria) e Moyses Kolesne (guitarra), além de Alex Camargo(baixo e vocal), o grupo de Ijuí, no Rio Grande do Sul, é um dos gigantes do metal extremo.

Por essas e outras a apresentação em Nova Odessa promete ser um marco para a região, visto que já se passaram quase quinze anos da única vez que o grupo esteve pelas redondezas. Naquela oportunidade o show aconteceu na extinta casa Diversões Sônicas, em Americana, e a noite foi de uma verdadeira aula de metal extremo, coisa que deve se repetir no próximo dia 24 de abril.

GIGANTES DO METAL EXTREMO

A gloriosa trajetória do Krisiun começou em 1990 e hoje guarda discos clássicos, como “Black Force Domain” (1995), “Apocalyptic Revelation” (1998), Conquerors of Armageddon (2000), “Bloodshed” (2004), “Southern Storm” (2008) e “The Great Execution” (2011).

Entre anos e anos de infindáveis turnês ao redor do globo, tocando ao lado de lendas do metal como o Morbid Angel, o Krisiun conquistou o respeito e admiração de uma verdadeira legião de headbangers. E conquistou também a admiração de nomes consagrados do metal como Phil Anselmo (Pantera) e Kerry King (Slayer), só para citar alguns. Recentemente Bill Ward, por exemplo, baterista original do Black Sabbath, também admitiu ser fã da banda.

Para se ter uma ideia, os veteranos do Destruction disseram - após dividirem o palco e juntos incendiarem o Rock in Rio - que o trio gaucho é banda mais brutal de toda América Latina. E lembrando que nesse mesmo Rock in Rio o Krisiun tocou ao lado de nomes como Slayer, Metallica e Iron Maiden.

O SHOW

Celebrando três anos do disco “The Great Execution”, o Krisiun voltou recentemente da turnê “A Waiting for The End to Come”, que contou com nada menos que trinta e sete apresentações em diversos países na Europa e mais vinte e seis apresentações na América do Norte.
E é nesse ritmo, sempre com agenda lotada e total dedicação ao mundo do metal e seus fãs, que o Krisiun vem para Nova Odessa no dia 24 de abril.

Clássicos como Blood of Lions, Vicious Wrath, Combustion Inferno, Bloodcraft, Black Force Domain e Kings of Killing são aguardados pelo público. A expectativa é imensa. Uma oportunidade única para os fãs da região conferirem de perto a lenda viva do metal nacional em plena forma. Simplesmente imperdível.

Os ingressos já estão à venda em vários pontos estratégicos nas cidades vizinhas. A promessa é de casa cheia, noite histórica para o metal nacional.

Krisiun, 24 de Abril, às 23h
Nocanto: Av. João Passoa, 19, Centro - Nova Odessa-SP

Ingressos:

- Primeiro Lote: R$ 40,00

- Segundo Lote: R$ 50,00

- Terceiro Lote: R$ 60,00

Camarote: R$ 80,00

Realização:

- BURNOUT TATTOO
- ML EVENTOS
- RZC CUSTOM AMPLIFICATION (www.rzclabs.com)

mhzoppi@hotmail.com

Pontos de Venda:

Em Americana:
- Heav Metal Rock (19-3407-7277)

Em Campinas:
- Chop Suey (19-3236-0792)
- Bar do Rock, Pq Dom Pedro (19-99768-8385)

Em Limeira
- Delfa (19-3704-4852)

Em Nova Odessa
- Nocanto (19-3476-4499)

Em Piracicaba
- Fractal (19-3301-0176

Em Santa Bárbara D’oeste
- Bar do Rck, Tivoli Shopping (19-99768-8385)

Em Sumaré
- Lua Hippie (19-3828-7246)

Evento cadastrado por: Marcelo Henrique Zoppi (mhzoppi@gmail.com)

quarta-feira, 26 de março de 2014

Resenha - Guerreiros Triunfantes III Belo Horizonte - 08/03/2014)

Saudações guerreiros e guerreiras que apreciam o War Metal.

Hoje vamos resenhar o evento Guerreiros Triunfantes III realizado no ultimo dia 8 de Março no Espaço Rock Bar no Barreiro de Cima em BH. A primeira vez que fui a este espaço era apenas um bar com amplo espaço, mas podia perceber que aquele espaço poderia conceder uma maior infraestrutura para um local de realizações de Shows. Não deu outra, alguns anos depois ao retornar ao local e o espaço está muito bem estruturado e bom para se ambientar, uma estrutura de primeira linha em que houve investimentos bem elaborados, além do espaço para shows, contém uma ampla área externa para churrasco e várias mesas, com certeza BH ganhou um grande aliado para fins ao Metal underground.

Ao show dos Guerreiros Triunfantes que chega à sua terceira edição com ótimas iniciativas dos organizadores, traz a ideia em buscar e prevalecer à ideia do Metal Underground, dando oportunidades para hordas remanescentes ate atingir hordas tradicionais da cena Mineira. Durante ao evento, percebi que todos estavam a vontades, sem pressa nas apresentações e revezamentos de palco isso achei legal pois proporcionou uma atividade maleável para corrigir imprevistos que todo e qualquer evento acontece, deixar as hordas se prepararem sem presa vai trazer ótimas apresentações, mas isto foi claro em cima da metodologia da organização, ou seja, evento de poucas bandas mas com grande conteúdo.



Como o evento estava para começar entre 21hs à 22hs não foi possível garantir o horário certo, mas porem como a estrutura do local e muito positivo, ninguém reclamou da demora, pois todos estavam bem acomodados degustando bebidas na maior tranquilidade. Apos este atraso, às 23hs e 18 minutos sobe ao palco a horda promissora de Deatn Metal Coffinfeeder que entrou no lugar do Punho Destruidor. A horda já iniciaram com um Detah Metal  brutal e bem ao modo tradicional, ótimas pegadas do guitarrista que propôs palhetadas fortes e tecnicamente com arranjos que lembrou um pouco Benediction.  O baterista (Bruno Lopes) ele tem uma ótima noção de tempo nas musicas, executam ótimos contra tempo e boa metrancas, só achei que as suas execuções dos bumbos não ficou 100% forte. 


Gostei muito do hino Deny The Gods que por sinal foi a primeira musica a ser executada e também vale destacar o hino Nightmare que há boas variações cadenciadas e brutais e ótimas marcações do Baixista (Hugo Fonseca). Em geral a horda leva um bom Death Metal, eles ficaram apenas devendo  pontos que mostraram alguns desentrosamentos, mas não atrapalhou na apresentação. Ficarei ansioso de ver a próxima apresentação desses Headbanger, firmar ainda mais  a Ideologia, pois eles falam de eras infernais conforme o vocalista que estava  me dizendo ao decorrer do evento,  e que por sinal seu vocal gutural e muito bem executado e traz impacto e obscuridade, agrado desses tipos de vozes.



Um ponto a destacar e que no meu ver e gera muita polêmica em vários tipos de conclusões e opiniões de diversos headbanger’s  e a questão de subir no palco de bermuda, eu gostaria de aproveitar esta oportunidade e colocar aqui este o assunto, e até pedir desculpas ao senhores do Coffinfeeder em ocupar o espaço deles nesta resenha.

1 – Em muitas situações pelo fato da horda tocar de Bermuda, não tira a ideia inicial em impor o metal negro de inicio, mas ao decorrer pode queimar um pouco o filme tendo uma reação em cadeia de forma negativa e certa intermitência em vários pensamentos, ofusca um pouco a ideologia que a  horda X emprega, em alguns casos não ofusca a sonoridade, apenas prejudica  no decorrer  da presença de palco. Neste raciocínio, muitos não importam que a horda toque ou não de bermuda, que importa e o som, em cima disso será que podemos pensar que o som não e a única coisa que se importa? Pois o verdadeiro metal nunca pode ser um ato paliativo,  o som importa sim e claro! Mas também tem que puxar o restante dos vagões: A ideologia que a horda transmite importa, os trabalhos gráficos mostrando aos headbanger importa a expressão efetiva diante dos apreciadores , passar a ideia que a horda transmite importa também... Mostra-se que estes pontos do xadrez estão bem posicionados para refletir em nossas mentes que o metal underground e um fator único, original, de princípios e tradição nos moldes da experiencia, isso é moderno e inovador que não necessita de fugir do contexto, tudo isso importa...E grandioso...

 Nossa instituição são poucos os seres que entende no campo da sonoridade, no campo da expressão e liberdade, no  campo do respeito e no campo da sabedoria, só o headbanger tem a focalização de espelhar os primeiro diferenciais  do mundo, que o restante da sociedade porca demora mais tempo para perceber.  Então será que  tocar de bermuda que foi um  acessório inventado fora do metal mas muito bem inventado para a estética tropical que faz parte do dia dia,  e será que devemos dar  força á isso em nossa transmissão? O fator horda e apreciadores? E claro que num calor desgraçado usar calça  num show com estruturas  fechadas e apertadas e muito ruim, mas esforçaria de subir no palco num visual headbanger e  dar o melhor e depois do show descansaria e colocaria a minha bermuda para ficar a vontade, ai sim e a ideia radical mas racional, e simplesmente ser sensato em traduzir momentos, ambientes e pessoas, usar isso no palco tira créditos.

2 – Quando uma horda entra de bermuda, faz me lembrar duma merda de banda de Skatista que tocou na minha escola na época da 8ª Série na ocasião esse gênero estava em alta (risos), eles tinham bermuda largas, estavam pulando ao decorrer das musicas e após o show eles disseram que estavam  tocando metal, e isso me deixou meio irônico pensando que merda era aquela banda.
 Ao passar dos anos nunca mais esqueci  este fato e foi bom para impedir mais modismo ao underground,  realmente não acho legal bandas do underground subir ao palco de Bermuda,   pois já ouvi muitas opiniões sobre isso e só respeito as conclusões das pessoas, pois também há questões de liberdade expressão, porém a liberdade não se conquiste só nos atos radicais que distorce a normalidade, o fator libertário  se conquista também na ideia para que os atos sejam bem empregados de acordo com a causa e sem puxar para o lado de modismo, se olhar diversas histórias mundiais a liberdade que temos hoje não foram exóticas foi evidente e simples. Quando a causa e normal não teria motivos de mudar, devemos analisar que o metal negro e único e  moderno deste da sua origem, no palco não acho legal de mudar uma coisa que  esta na frente de seu tempo,  não ia desperdiçar uma grande oportunidade  única, em mostrar nossas influências, o som,  nossa cultura e a amplitude do headbanger, que nos faz ter uma visão mais além. Detalhar o visual em pequenas coisas na área do  palco nem imaginam o grande diferencial, pois já ouvi de uma grande guerreira que apenas o acessório que aquele vocalista estava usando e os efeitos das luzes fizeram um detalhe único naquele momento da apresentação,  o ambiente ficava escuro e  o brilho do Pentagrama no pescoço daquele indivíduo ficava evidente e ela mencionou que se a pessoa estivesse de bermuda ou saia se fosse uma vocalista, não daria a mesmo visual  naquele momento, ocorreu naturalmente, houve emoção, e não precisou forçar nada; não precisou de misturar.

3 – Para muitos bateristas é muitos e difícil de tocar de calça, pois umas pessoas tem pernas mais longas, outras  não tem o movimento do joelho necessário para bater nos bumbos quando esta de calça, outros já tocam de calça normalmente e em fim, existe várias outras questões dependendo do batera. A  questão  é  ser sensato apenas, para um baterista que faz muito esforço físico, não há problema nenhum de tocar de bermuda ou short, e muito normal, pois a amplitude da bateria  logicamente faz a pessoa  esticar mais os braços e pernas e manter a coordenação motora, o esforço físico e bem relevante. Mas a linha de frente que apesar de que há esforços também e um pouco mais simples em fazer uma ação conjunta em termos presenciais no palco.




Então é isso senhores do  Coffinfeeder, na hora da apresentação em termos de presença de palco fica mais completo para insanidade, e vocês tem ótimas presença em cima do palco, batem muita a cabeça há sentimentos na causa e tem todos os ingredientes para isso, a questão de bermuda só tirou uma pequena porcentagem na hora do show.

 Esta é apenas  uma introdução e existirão muitas conclusões melhor ou pior do que o contexto abordado, somente na hora do show a partir do momento ao subir no palco e preparar uns dos artifícios do underground e o metal negro, vale a pena reservar aquele momento e construir ainda mais a tradição.  Talvez eu possa até falar sobre isso, porque sei como que é o papel de horda, de apreciador,  shows e organizações,  muitas coisas que aconteceram diante da minha alma negra.

Set List: Deny The Gods – Enslaved By Ingnorance – Gods Busy – Tecnology Eat Your Soul – Nightmare – Theon Thelema.

Nota – 6,0


Voltando para as  hordas as 00hs 48 minutos chega ao palco a horda de Juiz de Fora Chaos 666. A primeira que vez que vi a horda tocar foi em Juiz de Fora onde que os mesmo dividiram o palco com Luvart e In Nomie Belialis. De lá para cá o show em BH foi melhor porque a cada celebração as hordas naturalmente melhoram, todos os integrantes tocam muito e fizeram uma boa apresentação sonora destacando ótimas execuções dos vocais rasgados  porem ao mesmo tempo via pouco sincronismo diante ao público, achei ele muito parado e não transmitia aquele impacto em convocar os headbanger, mas porém cada um tem o seu jeito em apresentar,  mas vale lembra que o  timbre da voz me agradou,  sincronizou  com ótimas execuções instrumentais do restante da horda e proporcionou detalhes que tinha que ser bem observados.  O Baterista , gostei muito em ver ele em atividade nas metrancas, que são ótimas e variadas e demostrou boa experiência  em transmitir segurança ao restante da horda, ele esta de parabéns.



 O Hino Black Symphony e muito bom de ouvir, e o Hino que naturalmente reflete mais emoção e princípios no decorrer das apresentações do Chaos 666. Esse hino tem partes  brutais e ótimos contra tempos que faz viajar, e no meio dessa música mostra autenticidade  no som, e naturalmente incorpora  na mente  em ver todos da horda acompanhando as letras, as palhetadas  rápidas na guitarra se destacam muito nesse som.


 O Baixista tocou com uma mascara ante gás, ligeiramente pode ate fugir no contexto da horda, mas como que o Chaos 666 introduz guerras contra a hipocrisia, fica fácil de entender o uso da mascara, destaca essa ideal que já foi informado para mim por uns dos integrantes,  ficou diferente para uma horda de Black Metal, mas não ofuscou muito na apresentação. Pela recepção que tive Juiz de Fora e sempre bom receber esses aliados em BH. . Hail.

SetList : Ride To Hell - Fuck The World - Profound Eternity - Nocturnal Supremacy -  The Maniac Goat - ombastic Penetration Of Supreme Evil -  Arrogant Metal.

Nota 6,5

Voltando para a sequência as 02hs 05 minutos sobe ao palco o Dark Opus. Já falei em outras ocasiões que o Dark Opus o mais massa para mim e manter a ideia anti Cristianismo e ao decorrer dos anos sempre lutando e melhorando em suas apresentações. Na ocasião a horda manteve sua tradição e confiança aos headbanger’s impondo princípios e ideologia que sempre aconteceu aos longos desses anos ou seja, horda que se garante  e trilha com insanidade, manter personalidade e um fator de melhoria.  A única coisa que falta ao Dark Opus e mais uma guitarra já citei isso algumas vezes, pois uma horda que há conteúdo variado merece  mais uma guitarra, ai vocês ainda vão se impressionar pelo som e o clico de desenvolvimento do Dark Opus que é bom ficará ainda melhor, e a partir dai é manter ainda mais a ideia e fazer mais celebrações para nos bater cabeça.



Aos integrantes do Dark Opus apenas evidencio que todos executam muito bem os instrumentos, todos os guerreiros ali se destacam e os headbanger’s de BH comprovam isso. Ao show do Opus agradei de todos os hinos, o som lá em baixo estava bom de ouvir, a experiência dos mesmos em preparar o palco antes das apresentações me marca bastante. Eles iniciaram com o Hino The Last Battle que  me agrada principalmente no timbre e nas bases mais extremas onde que a naturalidade da palavra empregadas em cima do arranjo mostra muito bem um som Black Metal de um bom Nível Sinfônico. No Hino Astaroth e muito foda esse som, mostra ali um momento de sentimento em prol do metal negro relembrando guerreiros do passado, um hino muito tradicional entre nos headbanger.
 A explosão maior fica por conta da The True Dark Opus, me passa a ideia em marcha para a guerra, isso e muito insano e obscuro, mostra o nosso valor diante ignaros da terra vivente isso e uma nobre demonstração. Os dois últimos hinos que fecharam a celebração do Dark Opus são novos, vejo ali a mesma ideia e qualidade como, por exemplo, na Diabolus in Musicka Rites que agrada os sons do teclado marcando bem o tempo . Em fim e sempre bom rever o Dark Opus, e uma horda que tem muita honra, a cena de MG e BH ganha muito com isso. Haill.

SetList - The Last Battle - Nocturnal Supremacy - The True Dark Opus - Astaroth - Black Symphony - Diabolus in Musicka Rites.

Nota 7,0

As 3hs e 10 minutos sob no palco o Abasbaron umas das hordas tradicionais de BH. O Abasbaron conheço mais ou menos há 10 anos, no penúltimo retorno, tenho boas lembranças quando o Abasbaron ensaiava no mesmo estúdio com Balck Empire, Incredulos o Dark Opus e o Imoonterk eram reuniões insanas e memoráveis. Lembro-me de acompanhar o som do Abasbaron que com certeza trazia um diferencial sonoro e muitas bases marcantes e pesadas para mim naquela época, era uma agradável honra de ver a ideia deles ali. Recentemente, agora na ultima vez que o Abasbaron voltou, sua formação atual engrandeceu a horda, o som ficou com mais conteúdo e muito mais elaborado, nas musicas antigas foram lapidadas e as ver sendo tocado com duas guitarras o peso ficou muito bom, ali eu vejo que pela experiência de todos integrantes, tornou o Abasbaron umas das bandas melhores bandas de BH e agora com certeza deslancha na cena undergroud.

 Enquanto a suas apresentações agente percebia ótima presença de palco e os headbanger acompanhando a ideia, mostravam-se muito controle sem muito dos integrantes olhar um para o outro, O Abasbaron esta atualmente muito bem ensaiado. Ao perguntar sobre o que o Abasbaron transmite hoje, não foge muito do contexto,  fui respondido que o Abasbaron esta nem ai para Deus e o Capeta, que importa e  transmissão em efetuar o Metal underground e viver a cultura do Headbanger.

No meu ver, não devemos ignorar muito isso, falo em não ignorar o fator das trevas pois ela e muito mal interpretada, pois há lendas nisso tudo e onde que cria a lendas sempre há uma história verdadeira. Nos headbanger temos sim um ponto diferencial, vejo muitas condutas que devemos ser Satanistas na hora de guerrear contra os inimigos, ser ocultistas para extrair informações dos nossos inimigos para saber critica-los e ser pagão para apreciar a natureza e as nossas celebrações, reviver um pouco dos pensamentos dos verdadeiros espíritos de nossos ancestrais que nos move hoje ideologicamente, e fugir da religião que não presta para o mundo e torna o cristianismo a arma mais manipuladora da mente humana.

 Temos ideias diferenciadas em cada ser Headbanger e até de forma positiva que  há intrigas entre agente e as vezes penso que é um ensaio para fortalecer a nossa cena identificando o lugar de cada um,  pois um dia pode chegar de nos se manifestarem com extremidade contra este sistema que atravessa os séculos, ai não será o momento de ficar do lado medroso.  Ateísmo e não sabe extrair a verdadeira purificação e não saber o que é real deixando de pegar parcialmente os fatores Satanistas, ocultistas e pagãs, pois estes fatores existem porcentagens distorcidas nos dias atuais,  pode muito bem criar nosso elo extraindo a realidade disso sob estudos e após estudos, pois são estes fatores que nos traduz para vivencia do metal, ateísmo no dia dia da cidade é sim uma forma de esconder, ou melhor disfarçar por um tempo, o cristianismo e manipulador, e talvez não irá  demorar novamente eles influenciar a sociedade politica em dar um basta na agente que veste de preto que é contra os ideais deles, eles possuem contatos de todos os tipos que influenciam o mundo, e quando chegar a hora em que somos bem identificados pela nossa cultura, achar que não será o momento de dizer o fator  de  Deus ou de  Lúcifer, com ou sem eles ou nenhum deles não vai se salvar basta a entender primeiro o seu papel e escolhe um lado para não intermediar, e sabemos que é mais sensato ficar junto dos verdadeiros guerreiros, o jogo de catas começou há muito tempo e melhor reagrupar e pensar melhor na coisa que nos atinge de forma lenta, e o minimo detalhe que temos que farejar, para que na hora H todos tenham a sabedoria de agir, ai não dará tempo para ficar mais no meio,  o tempo do beneficio da dúvida não terá a validade, e temos que extrair estes artifícios verdadeiros que ainda existem nos fatores Satânicos, Ocultos e Pagãs, como já falei estes fatores hoje são distorcidos confundindo muita gente, empregado pelo cristianismo criando " Matrix"  em nossas cabeças , desabilitando  á criar nossos papeis diante da sociedade falsa, o inteligente à fazer e se posicionar em cada situação e não esquecer o foco para proteger a cultura Banger  .
 O momento das correrias nas cidades grandes e muito brutal, talvez isso seja uma barreira que impede o conflito de forma imediata , mas toda barreira cai, a sociedade por enquanto esta preocupada com a decadência econômica, segurança e de muitas coisas que vão acontecer em 2014, ainda estamos de folga mas preparado para bater o cartão, a reflexão e pensar melhor no ambiente, nos lugares e na personalidade para reservar nossos segredos.

Ao Abasbaron um salve que continue expor ao underground e o verdadeiro metal negro, conheço cada integrante e todos terão frutos em fazer parte da história de uma boa horda.

Nota 7,5

Set List:  Last Battle – Evil Methaphisycal – The Glory of Pagan Winds – Dark Soul – The Last Opponent – Marching To The Death – Hellhounds – Metal Blood – Ex Ledge - War.








                                                                                                                                                                                                                            OBS – A Horda Punho Destruidor não participou do evento os motivos não foram informado ao Warmetal.

Publico: Cerca de 90 há 150 pessoas.






Aos Guerreiros Triunfantes foi um bom trabalho e que venha o Quarto... Haill.
Nota do evento - 8